domingo, 13 de março de 2011

Yolmo (Helambu)

   

 Yolmo (ou Helumbu em nepali) é um vale bonito e espiritualmente importante para os budistas tibetanos. Os grupos étnicos Tamang, Sherpa, Bahun, Chhetri e muitos de origem tibetana habitam estregião.

    O vale de Yolmo fica a cerca de 100 km ao norte de Katmandu, faz fronteira com o Tibet e permanece até agora intocado pelo desenvolvimento moderno, lá os locais ainda levam o estilo de vida de séculos atrasA taxa de alfabetização é muito baixa e não  estradas que ligam as aldeias remotas com o principal centro de Yolmo. É uma região muito isolada e isso faz com que as tradições locais, cultura e religião estejam bem preservadas.

    Os monastérios locais (ou gompas) têm muitas esculturas antigas e imagens de Buda que datam do século 14. Na região existem muitos lugares sagrados, como uma pedra onde Padmasambhava sentava em meditacão e onde pode-se observar Stupas e lamparinas auto-surgidas. Por esse motivo esse lugar é considerado muito sagrado para muitos mestres budistas e usado por eles para retiros.

    Entre as famosas cavernas da região estão Takphug Senge Dzong (Caverna Tigre Fortaleza do Leão), logo abaixo da vila de Tarkye Gyang, onde Milarepa cantou o seu "Cântico dos Prazeres de Um Yogue", Yangdak Chokgi Trakpuk (Caverna Suprema Completamente Pura) que é conhecida localmente como "Druphug" (Caverna da Realização) a uma altitude de 4.200 metros e onde Guru Rinpoche permaneceu. Nas proximidades há uma pequena caverna chamada "Khandro Sangphug" (Caverna do Segredo das Dakinis) onde a dakini Shakya Denma (Shakya Devi) ficou. Outra caverna de Guru Rinpoche é encontrada em Pemthang (tibetano: Chema Thang), um pequeno vale escondido dentro de Yolmo. Há uma outra caverna re-descoberta por Chatral Sangye Dorje Rinpoche em 1984, que é chamada Yanglesho (não confundir com uma caverna de mesmo nome em Pharping, Nepal). Perto da vila de Sermathang existe outra caverna onde Padmasmbhava esteve e é chamada "Nyida Rangchung" (Sol e Lua Naturalmente Aparecidos).

De Yolmo se avista paisagens deslumbrantes do Himalaia, vales, cachoeiras e rios.

Nenhum comentário: