terça-feira, 31 de maio de 2011

Khandro Tsering Chödron 1929 - 2011



    Khandro Tsering Chödrön, esposa espiritual de Jamyang Khyentse Chökyi Lodrö, foi reconhecida como uma das maiores praticantes femininas do budismo tibetano nos últimos tempos, era também considerada uma emanação de Shelkar Dorje Tso.

    Khandro nasceu no ano da Cobra de Terra (1929) na família Aduk Lakar da região de Kham Trehor, uma antiga família de benfeitores que patrocinaram muitos monastérios e professores no Tibet desde o tempo de Je Tsongkhapa. Sua mãe era Dechen Tso, princesa de Ling, que foi casada com os dois irmãos de Lakar, Tutob Namgyal e Sonam Tobgyal. Ela se tornou a esposa espiritual de Jamyang  Khyentse em 1948, na ocasião em que ele estava com a saúde muito fraca e muitos de seus discípulos solicitaram que ele tivesse uma consorte para prolongar sua vida. Durante onze anos, ela serviu como sua atendente e devotada companheira, recebendo inúmeros ensinamentos e transmissões, pedindo praticas e preces e fazendo perguntas à ele em forma de canções.

    De acordo com Dzongsar Ngari Tulku (Tenzin Khedrup Gyatso), na ocasião [1952] em que Jamyang Khyentse Chökyi Lodrö estava abrindo o local sagrado de Khyungchen Paldzong, localmente conhecido como Gyalgen Khyungtak , acima do monastério Dzongsar, Jamyang Khyentse, Gyarong Khandro, Khandro Tsering Chödrön e Sogyal Rinpoche, deixaram a marca de suas mãos na rocha solida.



    Junto com sua irmã mais velha, Tsering Wangmo, cujo marido Tsewang Paljor foi secretário particular de Jamyang Khyentse, o jovem Sogyal Rinpoche, Lama Chokden e um pequeno grupo de familiares e atendentes, ela acompanhou Jamyang Khyentse ao Tibete Central, em 1955, período durante o qual seu tutor Lama Tseten faleceu perto de Yamdrok Tso.

    Do Tibet Central, o grupo foi para a Índia e Sikkim, tomando como residência o templo do Palácio Real de Gangtok. Khandro continuou a viver lá por muitos anos após a passagem de Jamyang Khyentse em 1959, tranquilamente dedicando sua vida a oração constante, na presença de sua Stupa. Ela viajou do Sikkim à Europa e America varias vezes a pedido de seu sobrinho Sogyal Rinpoche. Em 5 de dezembro de 2006, perto do inicio do primeiro retiro de três anos no Centro Rigpa, Khandro Tsering Chödron mudou-se para o Lerab Ling.

Khandro Tsering Chödron com Jigme Khyentse e Pema Wangyal

    Khandro Tsering Chödrön faleceu ontem, 30 de maio de 2011, no Centro  Lerab Ling na França. Sogyal Rinpoche e Orgyen Tobgyal Rinpoche estavam presentes no momento da sua morte, onde ela mostrou todos os sinais de alcançar a realização final de um grande praticante Dzogchen.


(colaboração: Pema Samten Gyatso)

Nenhum comentário: