segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Um momento especial

Celebrando a parceria firmada com o excelente blog Blazing Splendor, começamos com a tradução de um post sobre um evento ocorrido em 1978 no Nepal:



Em 1978, Dilgo Khyentse Rinpoche foi convidado a ir ao Nepal para conferir as iniciações e transmissões orais completas dos Novos Tesouros de Chogyur Lingpa (Chokling Tersar). Este convite foi feito por Tulku Urgyen Rinpoche, para assegurar a continuidade da linhagem de todos os termas de Chogyur Lingpa.

A cerimonia aconteceu no Monastério Ka-Nying Shedrub Ling em Boudhanath, Nepal, para um grande grupo de mestres encarnados, monges e praticantes leigos, incluindo reencarnações de Chokgyur Lingpa, Jamyang Khyentse Wangpo e Jamgon Kongtrül, e foi chefiada por Trulshik Rinpoche, Shechen Rabjam Rinpoche, Dzongsar Jamyang Khyentse, Chokling Mingyur Dewey Dorje, Chokyi Nyima Rinpoche e Orgyen Tobgyal Rinpoche, Tulku Pema Wangyal e Tulku Jigmey Jamyang Khyentse, Dzigar Kongtrul Rinpoche, Chagdud Tulku Rinpoche e seu filho Jigme Norbu Rinpoche, e muitos, muitos outros.

No final, um drama auspicioso foi encenado para comemorar como o budismo foi estabelecido em Samye no Tibete, mostrando a profunda ligação entre os desejos feitos no passado por Padmasambhava, Rei Trisong Deutsen e Shantarakshita.

A encenação foi baseada em um terma de Padmasambhava, e sua finalidade é formar uma circunstância propícia para os ensinamentos do Buda serem re-estabelecidos em um novo contexto, em um novo lugar. A atmosfera maravilhosa da grande stupa em Boudhanath trouxe de volta memórias de "A Lenda da Grande Stupa" (edição brasileira pela Editora Dharma) - onde uma mulher e seus quatro filhos fazem aspirações de trazer o Dharma de volta ao Tibete após a conclusão de seu virtuoso empreendimento. Mais tarde eles renasceram como Shantarakshita, Padmasambhava, Rei Trisong Deutsen e um dos ministros. O drama mostra a importância de formular desejos auspiciosos, algo que podemos sempre tentar imitar.

Na foto acima vemos Trulshik Rinpoche como Shantarakshita, usando um chapéu de pandita, Dilgo Khyentse Rinpoche como Padmasambhava usando a coroa de lotus que "libera pala visão" e Chokyi Nyima Rinpoche usando a antiga coroa dos reis tibetanos.

(Nota do Quietamente: foi nesse evento das iniciações com Dilgo Khyentse Rinpoche, que Chagdud Rinpoche conheceu sua futura esposa Chagdud Khadro).

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Guru Rinpoche

Estatua de Guru Rinpoche em Samdruptse, Sikkim


Instrução oral sobre prática aos praticantes tibetanos da era da degenerescência:

"Ganhem força e habilidade e liberem os inimigos do Darma de Buda: sejam tão poderosos quanto o ímpeto de um trovão! Não sejam preguiçosos, mas empenhem-se em atividades virtuosas em pensamentos, em palavras e em ações com a energia de uma donzela vã cujo cabelo esteja pegando fogo! Sejam conscienciosos com relação ao bem e ao mal e, com uma vigilância fina como farinha no tocante `a causa e efeito das ações cármicas, evitem a não-virtude como se fosse veneno."

extraído de "Ensinamentos do mestre que nasceu do lótus (uma coleção de instruções de Padmasambava `a Dakini Yeshe Tsogyal e a outros discípulos próximos)"

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Dudjom Yangsi Rinpoche

Dudjom Yangsi Rinpoche confere iniciação no seu templo de Boudhanath, Kathmandu
 em fevereiro de 2008. As bençãos continuam. Possam todos os seres se beneficiar.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Longchen Rabjam



"Assolados por aflições, descobrimos o Darma e encontramos o caminho para a liberação. Obrigado, forças malignas!

Quando as mágoas invadem a mente, descobrimos o Darma e encontramos a felicidade duradoura. Obrigado, mágoas!

Graças ao mal causado por espíritos, descobrimos o Darma e encontramos o destemor. Obrigado, fantasmas e demônios!

Graças ao ódio das pessoas, descobrimos o Darma e encontramos benefícios e felicidade. Obrigado `aqueles que nos odeiam!

Graças `a adversidade cruel,  descobrimos o Darma e encontramos o caminho imutável. Obrigado, adversidades!

Graças ao estímulo dos outros,  descobrimos o Darma e encontramos o significado essencial. Obrigado a todos que nos incentivam!

Para retribuir a sua bondade dedicamos o mérito a todos vocês."

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Terton Padgyal Lingpa

Terton Padgyal Lingpa (ou Pegyal Lingpa) foi um iogue iluminado de linhagem não-monástica, um renomado descobridor de tesouros e mestre de meditação.
legado de seu trabalho visionário são os 5 volumes dos Três Kayas da Mente do Guru (Kusum Gongdu).

Liberação ao ver






"Aqueles que vêem esse manuscrito não experimentarão os três reinos inferiores serão liberados do medo de cair nos reinos inferiores; serão purificado dos cinco venenos e serão libertados dos resultados do próprio karma; serão libertados do medo de permanecer no samsara."

Terma revelado por Terton Migyur Dorje, na forma da escrita das dakinis.
Isto foi dado ao centro Kunzang Palyul Chöling por Sua Santidade Penor Rinpoche, para ser fixado a Stupa de Migyur 
Dorje e ser distribuído o mais amplamente possível para o benefício de todos.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Chogyur Lingpa

Curta metragem sobre a linhagem de Chogyur Lingpa, dirigido por Neten Chokling Rinpoche.
Infelizmente sem legendas.