sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Todos querem ser felizes

Patrul Rinpoche


Não há um único ser no samsara, este oceano imenso de sofrimento, que no curso de tempos sem começo não tenha sido nosso pai ou mãe.  Quando eles foram nossos pais, o único pensamento desses seres era nos criar com a maior bondade possível, protegendo-nos com grande amor e dando-nos o melhor de sua própria comida e vestimenta. 

Todos estes seres, que já foram tão bondosos conosco, querem ser felizes, mas eles não têm a menor idéia de como por em prática o que trás a felicidade...

                                                                            Patrul Rinpoche



Todos os seres já foram nossos pais.
Animais não são alimento.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Amor e Compaixão

Padampa Sangye


"Os seres dos seis reinos são seus pais zelosos,
Povo de Tingri: sintam por eles amor e compaixão."
                                    
                                                    Padampa Sangye


Todos os seres já foram nossos pais.
Animais não são alimento.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Desenvolvendo equanimidade

Chagdud Rinpoche e Phuntsog


"Desenvolvemos equanimidade, em primeiro lugar, dando-nos conta de que todos os seres, igualmente, desejam a felicidade. Ninguém quer sofrer.

Em segundo lugar, contemplamos o fato de que todos os seres, em uma ou outra ocasião, ao longo de incontáveis vidas, já foram nossa própria mãe.

O Buda Sakiamuni e outros Budas e bodisatvas, que removeram o barro da natureza cristalina de suas mentes e se tornaram oniscientes, ensinaram que não há um único ser que não tenha sido nossos pais, algo que nós também poderíamos perceber, se assim purificássemos nossa mente.

Cada ser - não importa quão antagônico a nós possa ser agora - já foi tão bondoso e importante para nós quanto nossos pais nessa vida. "

                                                                Chagdud Tulku Rinpoche



Todos os seres já foram nossos pais.
Animais não são alimento.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Amor por todos os seres

Dilgo Khyentse Rinpoche

"Não há um único ser senciente que, durante o curso de nossas vidas passadas, não tenha sido nossa mãe ou nosso pai, e que não tenha nos tratado com enorme bondade.

Ao invés de discriminá-los, então, entre inimigos e amados, deveria ser bem natural que nós tivéssemos o mesmo sentimento de amor por todos os seres, assim como temos pelos nossos pais nesta vida.

                                                                           Dilgo Khyentse Rinpoche


Dilgo Khyentse Yangsi libertando lagosta, em Portland, 2010.


Todos os seres já foram nossos pais.
Lagostas não são alimento.
   

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Trarei benefício e felicidade para todos os seres

Dudjom Rinpoche

"A geração de Bodhichitta ou pensamento iluminado significa que, se agirmos apenas para nós mesmos, não estamos seguindo o caminho do Dharma e nossa iluminação está bloqueada. 

É de máxima importância que geremos o pensamento iluminado, de forma a libertar todos os seres do samsara. Os seres são tão ilimitados quanto o céu. Todos eles foram nossos pais e mães. 

Todos eles sofreram nesse samsara, que todos nós fabricamos a partir do solo do ser. Logo, o pensamento de libertá-los desse sofrimento é realmente muito poderoso. Sem isso, temos o conceito ilusório de que estamos separados de todos os seres.

O pensamento iluminado [nas palavras do voto de Bodhichitta] é: 

"De agora em diante, até que o samsara se esvazie, trarei benefício e felicidade para todos os seres que foram todos minhas mães e pais." 

Do ponto de vista relativo, há seres sencientes a serem liberados, há compaixão a ser gerada e há o "eu", o gerador da compaixão. O meio de gerar e mostrar compaixão é na verdade explicado pelo próprio Buddha Shakyamuni. Assim é a Bodhichitta relativa."

                                                                 Dudjom Rinpoche


Todos os seres já foram nossos pais.
Animais não são alimento.

domingo, 19 de agosto de 2012

Guru Rinpoche auto-surgido




Dzongsar Khyentse Rinpoche faz um rafting em seu caminho para o Vale Pin, no Vale Spiti, onde concedeu ensinamentos e iniciações do terma de Pema Lingpa. Os moradores do local avistaram uma imagem auto-surgida de Guru Rinpoche sobre a falésia neste vídeo alguns dias depois. A imagem ainda está lá para as pessoas verem. (Preste atenção na falésia, na margem oposta, que aparece no video aos 0,25 segundos). Isso foi em julho de 2012.

sábado, 18 de agosto de 2012

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Evolução da mente e do modo de pensar

Khenpo Kunga Wangchuk


    O principal mérito da prática do Budismo está no aperfeiçoamento ou na evolução da mente e do modo de pensar. Elimina os maus pensamentos e instala o poder do pensamento positivo. Daqui resultará uma coexistência harmoniosa com todos os seres sencientes. Encerrará à vontade de causar sofrimento, promovendo a paz e instalando a vontade de ajudar e de ser compassivo e solidário.

    Este pensamento crescerá durante a vida de um homem, durante a sua morte, depois da sua morte, no seu renascimento e através dos muitos outros renascimentos até alcançar por fim o objetivo último da prática budista que é a iluminação, e que será desprovida de qualquer sofrimento físico ou espiritual. São estes os méritos do Budismo, não apenas para esta vida, mas para todas as vidas futuras até se alcançar a Budeidade.
                                                                                       Khenpo Kunga Wangchuk  

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

É melhor evitar... por compaixão

 Lama Zopa abençoando galinhas e bodes, antes condenados ao abate, em Bodhgaya


Uma monja perguntou a Lama Zopa, diretor da Fundação para a Preservação da Tradição Mayahana, se ela deveria parar de comer carne e se tornar vegetariana, ele respondeu:

Eu queria falar para você que é melhor evitar comer carne. Claro que, às vezes a pessoa não tem escolha e tem que comer carne. Mas, no seu caso, é melhor evitar comer carne por compaixão. Antes de comer carne, pense de onde ela veio, através do corte no pescoço de uma animal, contra a sua vontade, e quanto sofrimento o animal experimentou.

Após pensar sobre isso, você não pode comer carne! A carne pode ser boa para a pessoa que a come, mas não para o animal que sofreu tanto e não morreu naturalmente.

Você pode rezar para o animal que foi morto, mas se você comer a carne, ainda estará participando de uma pequena parte na morte do animal. Se todo mundo parar de comer carne, então nenhum animal será mais assassinado para este propósito.
 
                                            Kyabje Lama Zopa, em Evite Matar Animais


Lama Zopa abençoando cavalos na California.
 
 Lama Zopa escreve mantras no casco de tartarugas durante liberação de animais em Hong Kong

domingo, 12 de agosto de 2012

Feliz Aniversário Chagdud Rinpoche

Chagdud Tulku Rinpoche
 Odsal Ling, São Paulo, 12/08/2000


"Ao Professor intraduzível
 que viu as qualidades da amplitude e liberdade 
inalteradas em todos ao seu redor
Que confiou por todos
 e dissolveu com paciência e habilidade 
a nossa teimosa dúvida na potencialidade de amar com destemor
e realizar a essência de nossa natureza original.
Aquele que deu sentido e beleza a esta vida 
e tantas outras
a alegria intraduzível de reconhecê-lo.
Com a saudade apenas comparável a certeza de o reencontrar
Hoje que seriam 82 e 
a energia de sua potência iluminada segue se expandindo sem decair, 
sua clareza completa mente presente, o amor sem preferencia, a sabedoria sem obstrução.
Com olhos marejados e coração de gratitude,
feliz aniversário Rinpoche, 
seja longa e livre essa sua nova vida."
 
Por Luís Nenung

Chagdud Rinpoche em São Paulo, recebe ligação de Chagdud Khadro e sangha do Khadro Ling felicitando pelo seu aniversário. 12/08/2000.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

domingo, 5 de agosto de 2012

Salvando vidas


Lama Zopa mantém um santuário para animais no Nepal.
No video acima, Lama Zopa recita mantras e abençoa os animais, que estavam destinados ao abate, antes de liberá-los no santuário.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Refletindo qualidades


    A mente é como um pedaço de cristal transparente que assume a cor do fundo sobre o qual foi colocado. Estamos sujeitos a refletir as qualidades e os defeitos dos bons e dos maus amigos com quem convivemos. Se nos juntarmos a quem é perverso, egoísta, rancoroso, intolerante, dissoluto ou arrogante, seremos afetados por seus defeitos. Melhor seria ficarmos longe desse tipo de gente.
           
                                                                                                       Dilgo Khyentse Rinpoche