quarta-feira, 13 de julho de 2011

Gyalwa Choyang

Gyalwa Choyang de Nganlan

    Gyalwa Choyang nasceu no clã de Nganlam no Vale de Uru Phanyul, ao norte de Lhasa. Ele fez parte do primeiro grupo de sete tibetanos a receber a completa ordenação de Shantarakshita e era famoso por sua disciplina.

    Quando ele recebeu a iniciação Kagyé(1) de Padmasambhava nas cavernas de Samye Chimpu, sua flor pousou na mandala de Hayagriva, a personificação da fala de todos os Budas. Diz-se que ele manteve os votos com pureza máxima, praticando em solidão, e atingiu o nível de um vidyadhara. Aperfeiçoando a prática de Hayagriva, ele foi capaz de manifestar a divindade com cabeça de cavalo no topo de sua cabeça e nesse momento o relinchar do cavalo pode ser ouvido. Também é dito que ele era capaz de transmutar seu corpo em fogo flamejante.

    Gyalwa Choyang dominou a prática de longa vida e conquistou (conseguiu domínio sobre) a morte. Durante o tempo de Ngadag Pelkor Tsan, o neto do rei Trison Detsen – o tradutor Maben Jangchub Lodro – foi assassinado e se tornou um espírito irado que atacou o rei. Gyalwa Choyang realizou um ritual onde foi capaz de vencer o espírito e curar o rei. Mais tarde ele ocultou a liturgia para este ritual em Samye Karchu, depois revelado por Kampa Darberchen.

    Entre as reencarnações de Gyalwa Choyang estão incluídos Guru Tseten Gyaltsan, Gyalton Pema Wangchug, Tegchen Lingpa e o segundo Karmapa, Karma Pakshi. Longchen Rabjam foi seu descendente na 26 geração. Nas reencarnações mais recentes estão os tulkus Karmapa, Karma Chagme, tulkus Chagdud, Sang Ngak Rinpoche e Namkha Drimed Rinpoche.

    Gyalwa Choyang significa “ Sublime Voz da Vitoria”


NOTA: 1 Kagyé (ou Drubpa Kagyé) significa “os Oito Grandes Ensinamentos de Sadhana”, o termo se refere aos oito conjuntos de ensinamentos ou transmissões de Mahayoga confiados a Padmasambhava e aos oito vidyadharas da Índia.


Nenhum comentário: