domingo, 23 de julho de 2017

O ensinamento em português

Sua Santidade Dalai Lama e Manoel Vidal, Templo Zu Lai, 2006
Manoel Vidal partiu no último dia 21, nos deixou um precioso legado, a transmissão dos ensinamentos budistas em português.
Quando comecei a conhecer o budismo, lá em 1994,  Manoel fazia a tradução dos ensinamentos de Chagdud Tulku Rinpoche.

Naquela época, meu inglês era muito limitado, e as traduções do Manoel me soavam como uma extensão da mente de Chagdud Rinpoche. Na sequência, Manoel traduziu o livro "Os Portões da Pratica Budista", de Chagdud Rinpoche, e isso tudo me fez ter a certeza de que esse era o caminho que eu queria seguir.

Depois disso, tive o meu primeiro contato com Sua Santidade Dalai Lama, lá estava o Manoel, sentado timidamente ao seu lado, traduzindo o Seminário Valores Humanos e sua Prática na Vida Cotidiana, que aconteceu em Curitiba, Paraná, em 1999.

Então, recebemos a maravilhosa noticia de que Dzongsar Khyentse Rinpoche viria para o Brasil ensinar sobre o Caminho do Bodisatva, de Shantideva, e... Manoel foi a tradutor, deixando registrado na mente dos presentes e em gravações esses preciosos ensinamentos, transmitidos de forma única por Khyentse Rinpoche.

Com o tempo, meu inglês evoluiu, comecei a entender um pouco do que os mestres ensinavam, mas as traduções sempre me ajudaram a esclarecer e entender corretamente o que esses Grandes Mestres nos transmitiam. Se optei pelo caminho budista ainda com meu inglês capengando, devo muito aos tradutores, e o amigo Manoel foi responsável por muitas dessas traduções que me tocaram o coração.

Muito Obrigado Manoel. 

Manoel Vidal e Arnaldo Bassoli, traduzindo Sua Santidade Dalai Lama no Templo Zulai em 2006.

Nenhum comentário: