domingo, 10 de abril de 2011

Karmapa no Kagyu Monlam de 2007

Karmapa no Kagyu Monlam de 2007


    Sua Santidade, XVII  Karmapa, Orgyen Trinle Dorje é vegetariano há alguns anos. Em 03 de janeiro de 2007, durante o Kagyu Monlam em Bodhgaya na India, ele fez uma forte declaração condenando o consumo de carne em seus centros e monastérios. Com efeito imediato:

  * Nenhum tipo de carne deve ser preparada nas cozinhas de qualquer centro ou monastério Kagyu.
  * Ninguém deve estar envolvido no negócio de compra e venda de carne - para todos seus alunos esta prática deve parar.   
  * Não deve haver abate de animais em recintos Kagyu.
  * O Karmapa está ciente que monges usando vestimentas monásticas têm comprado carne e não quer ver isso nunca mais.

    Sua Santidade também citou mestres espirituais do passado, que condenaram a prática de usar o Tsok (prática de oferenda, acumulação e purifiação) como desculpa para comer carne e beber álcool. Não deixando nenhum espaço para interpretações, o Karmapa disse que quem usa carne e álcool como Tsok não faz parte da linhagem do Karmapa.

    Por outro lado, assim como Chatral Rinpoche e outros grandes mestres, o Karmapa está envolvido com a prática de Tsethar, a prática budista de salvar a vidas. 

Nenhum comentário: