terça-feira, 10 de abril de 2012

Pema Kö


“Nesta terra oculta, todas as montanhas são como flores a desabrochar. Todos os rios espontaneamente recitam mantras e fluem com néctar, arco-íris estão arqueados em árvores e arbustos.”   
                                                                                    Padmashambava, Guru Rinpoche



“Pema Kö está localizado no sul do Tibet, entre o leste da Índia e Burma.

Lá pode haver enormes variações climáticas, mas o clima em Pema Kö é na maior parte do tempo tropical. A chuva é abundante, e o bambu, as palmeiras e muitos tipos de vegetação tropical crescem abundantemente.

Pema Kö mantém os modos antigos. As pessoas andam com os pés descalços, lá não existem meios de transporte – nem mesmo cavalos – de modo que eles carregam tudo em suas próprias costas. A agricultura é a principal ocupação. O solo é tão rico e suave que os agricultores não precisam cavar, eles simplesmente afundam um pedaço de pau no chão e soltam uma semente no buraco. Culturas são colhidas durante o ano todo; no verão o arroz, diferentes tipos de milho e quinua; no inverno cevada, trigo e lentilhas. As pessoas falam sua própria língua, que é semelhante à linguagem do leste do Butão.


Pema Kö é a terra escondida de Guru Padmasambhava. É, ele ensinou, um refúgio para os tibetanos durante os tempos difíceis e um excelente local para a prática espiritual.

A fronteira geográfica de Pema Kö é conhecida como a silhueta do corpo de Vajra Vahari, a consorte de sabedoria secreta de Hayagriva. Além disso, Pema Kö é considerado um dos mais poderosos ponto de energia geomântica da terra. Os pássaros nativos frequentemente cantam mantras de Guru Padmasambhava e Avalokiteshvara, bem como outras orações. Quando as pessoas morrem, arco-íris aparecem ao redor de seus corpos e em suas casas. Arco-íris aparecem mesmo quando animais morrem. À noite, o povo de Pema Kö vê luzes piscando, fogueiras e ouve estranhas vozes humanas nas colinas. Ao amanhecer, quando vão investigar, não há vestígios de que a;guém tenha estado por ali. É uma terra muito misteriosa.”


(Trecho da introdução do livro "Light of Fearless Indestructible Wisdom - The Life and Legacy of HH Dudjom Rinpoche" de Khenpo Tsewang Dongyal)
 










Nenhum comentário: