quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Amor por todos os seres

Dilgo Khyentse Rinpoche

"Não há um único ser senciente que, durante o curso de nossas vidas passadas, não tenha sido nossa mãe ou nosso pai, e que não tenha nos tratado com enorme bondade.

Ao invés de discriminá-los, então, entre inimigos e amados, deveria ser bem natural que nós tivéssemos o mesmo sentimento de amor por todos os seres, assim como temos pelos nossos pais nesta vida.

                                                                           Dilgo Khyentse Rinpoche


Dilgo Khyentse Yangsi libertando lagosta, em Portland, 2010.


Todos os seres já foram nossos pais.
Lagostas não são alimento.
   

Nenhum comentário: